Em parceria com 24 estados, Instituto Península oferece apoio socioemocional aos professores da rede pública

Suporte aos docentes será pela plataforma Vivescer; professores querem receber treinamento durante o isolamento social, aponta pesquisa

O Instituto Península, organização social que atua para a melhoria da Educação, fechou parceria com 24 estados para oferecer apoio socioemocional aos professores da rede pública durante o ensino remoto devido à pandemia do Coronavírus. A parceria via Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação) irá disponibilizar por meio da plataforma Vivescer (https://vivescer.org.br/), cursos certificados e gratuitos que ajudam professores e professoras a se desenvolverem integralmente, ou seja, equilibrar mente, corpo e emoções e vincular-se ao seu propósito. Além disso, há uma comunidade de suporte na qual os docentes trocam experiências e materiais.

A necessidade de apoio foi reforçada na pesquisa “Sentimentos e percepções dos professores durante o isolamento social”, do Instituto Península, realizada com mais de 7.700 professores de todo o país entre abril e maio. A falta de suporte emocional das escolas neste momento tão difícil e incerto foi relatada por 75% dos educadores, e 55% declararam interesse em se desenvolver além das habilidades pedagógicas.

“O suporte emocional já era uma questão importante antes da pandemia e se mostrou ainda mais crucial e prioritária no momento que estamos. Estar presente em quase todo o Brasil por meio da parceria com o Consed demonstra que estamos caminhando como país para um olhar mais profundo com esses profissionais tão importantes para o desenvolvimento de qualquer nação”, afirma Heloisa Morel, diretora-executiva do Instituto Península.

O curso oferecido pela Vivescer é autoinstrucional e gratuito, e pode ser realizado por professores de todas as etapas e modalidades de ensino em qualquer horário e lugar e oferece certificado aos concluintes.

Posts relacionados

Orientações de acolhimento para professores

EducaçãoPesquisas

Pesquisa aponta que professores estão mais favoráveis à tecnologia e se sentindo valorizados, mas estão desconfortáveis com retorno à escola

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support