“Os professores brasileiros são extremamente comprometidos”, afirma criador do PISA

Que a Educação foi uma das áreas mais afetadas pela crise do Coronavírus todo mundo, infelizmente, sabe. No entanto, após tantos meses de isolamento social, é chegada a hora de começarmos a pensar no futuro destes milhões de alunos que estiveram tanto tempo fora da escola e como os professores estão se preparando para essa retomada presencial e tão desafiadora.

Na semana passada, aconteceu a 5ª edição do Educaweek, e o painel principal foi o “Educando para o futuro dos alunos, não nosso passado”. Em uma rica discussão, Ana Maria Diniz, presidente do nosso Conselho, conversou com Andreas Schleicher, um dos mais respeitados nomes da educação em todo o mundo e criador do PISA, Programa Internacional de Avaliação de Estudantes. A discussão trouxe à tona temas sensíveis no Brasil, como a desigualdade social, as condições do aprendizado em casa, a falta de equipamentos adequados e a condição dos professores em meio à tanta instabilidade.

Para Schleicher, os professores vão encontrar um mundo totalmente diferente na volta às aulas, com alunos que conseguiram acompanhar as aulas e tiveram até mesmo boas experiências e outros totalmente desconectados da escola. “Este será um momento de teste e um grande desafio para que os docentes se tornem não apenas bons instrutores, mas, também, bons facilitadores”, disse o especialista, que completa: “Os professores precisam de tempo, espaço e apoio para participarem ativamente da criação de conteúdo”.

Na conversa, Ana Maria lembrou que, no Brasil, apenas 40% dos estudantes estão conseguindo acompanhar as aulas online por falta de aparelhos tecnológicos e de internet. “Esta situação realmente levanta muita preocupação entre todos que trabalham com educação no Brasil. A questão econômica das famílias pesa muito na alfabetização dos alunos. Assim como os professores, elas também não estavam preparadas para o ensino remoto e muitas não possuem estrutura adequada. Todos tiveram que se reinventar”, explica.

Mesmo diante de um cenário tão dramático, Schleicher reconhece o esforço dos professores brasileiros. “Os docentes brasileiros são extremamente comprometidos em fazerem o que puderem para chegarem aos alunos. Eles usam rádio, televisão, se conectam individualmente”, conta. Agora, mais do que nunca, “eles precisam ser criativos, flexíveis e autônomos para responderem a esse desafio”, finaliza.

O debate enfatizou, mais uma vez, a importância de prepararmos os professores para uma Educação que faça sentido para todos os alunos. Professores que sejam mediadores do conhecimento e que estimulem todas as habilidades de seus alunos, para que eles estejam cada vez mais prontos para os desafios tão complexos que vivemos.

Para assistir ao debate completo, acesse: https://bit.ly/2CMPw49.


Posts relacionados
EducaçãoPesquisas

Retratos da Educação na pandemia

Com formação integral de professores, escola pública garante resultado de 7.0 no IDEB

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support