Educação

Qual é o papel da experiência em sala de aula na formação dos futuros professores?

É longa a jornada de um licenciando até chegar à sala de aula: o percurso começa com a escolha da profissão, depois, a escolha da faculdade, passa pela prova e a expectativa do vestibular e, se o ciclo da graduação for regular em quatro anos o status muda de estudante universitário para professor. Mas, será que apenas esse processo prepara para os desafios reais da sala de aula?

O que de fato torna um indivíduo um bom professor ou uma boa professora?

Há razoável consenso de que, para se estar apto à docência, é preciso “horas de voo”. Nesse caso, horas de chão de escola, de sala de aula. Nesse sentido, há que se observar os diversos fatores que influenciam para que o estudante de um curso de licenciatura ou de pedagogia tenha acesso ao aprendizado: políticas públicas educacionais que impactem a qualidade das graduações oferecidas pelas faculdades e o envolvimento das redes de ensino para que as escolas estejam alinhadas ao projeto, de modo que os licenciandos tenham condições de experenciar a docência na prática.

Hoje, por meio de evidências, é possível avaliar o quanto uma formação baseada na prática impacta positivamente a atuação dos professores, potencializando conceitos técnicos e pedagógicos, ampliando suas habilidades e preparando-os para os desafios da sala de aula.

Um dos caminhos para o enfrentamento da questão se dá por meio do estágio, ou seja, quando o estudante de pedagogia ou licenciatura participa de aulas práticas e, assim, pode observar e vivenciar um professor desenvolvendo uma aula, entre outras experiências que só o ambiente escolar pode proporcionar. E não é toda e qualquer atividade que se caracteriza como estágio, mas sim, aquela que possui planejamento e intencionalidade clara, pois entendemos que um bom estágio não deve se limitar a atividades burocráticas, já que deve também considerar as complexidades e os desafios reais do ambiente escolar brasileiro.

O período de estágio é um momento potente para a formação dos futuros professores. É por meio da vivência, experimentação e exploração de situações reais do cotidiano das escolas e das salas de aula que os licenciandos serão levados a refletir sobre a natureza da sua profissão e sua identidade profissional, bem como a desenvolver saberes, atitudes, valores e práticas inerentes à atuação docente. (BORN, 2022).


Experiências que deram certo

Em busca de exemplos positivos para servir de inspiração para todas as regiões do país, o Movimento Profissão Docente, coalizão de organizações do terceiro setor que o Instituto Península integra, conduziu uma pesquisa que analisou as boas práticas na implementação do estágio supervisionado, liderada pela Diretoria de Ensino de São Carlos/SP. Nessa análise, foi possível compreender que a normatização dos processos do estágio supervisionado possibilitou introduzir uma nova forma de pensar a formação dos futuros docentes da rede e aproximou a escola da universidade. Entre as inúmeras boas práticas relatadas no estudo, destacamos a seriedade dos servidores da Diretoria de Ensino e o comprometimento da equipe com uma educação de qualidade.

Desenvolver um estágio fortalecido é essencial, pois impacta diretamente na habilidade dos professores de elaborarem e ministrarem suas aulas e, consequentemente, no processo de aprendizagem dos alunos, sobretudo os de escolas públicas. Segundo o Censo Escolar 2019, 80% dos licenciandos retornam para atuar nas redes públicas, o que fortalece o dado de que uma experiência positiva de estágio amplia e potencializa as habilidades dos educadores e os ajuda a compreenderem as necessidades de sua própria carreira.

A partir dessas ponderações, entende-se que é na sala de aula que o licenciando compreende e vive, de fato, o que é ser professor. É a partir da prática e da reflexão de sua atuação e a de seus pares que ele se desenvolve como educador. E, segundo a experiência de São Carlos, é algo possível.

Clique para acessar o Estudo “Boas práticas de Implementação do Estágio de Licenciaturas”.

Aqui o você pode ler o Estudo de caso: Estágio Supervisionado na Diretoria de Ensino de São Carlos.

Posts relacionados

Encontro inédito no Brasil reúne autoridades do G20 para discutir papel dos professores ao redor do mundo

Educação

"Profissão Docente": Um poema para todos os professores

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support